Acesso à informação e discernimento


Nos anos 60, os homens de preto tinham muito receio que um dia os computadores se espalhassem pelo mundo. Imaginem se todas as pessoas tivessem acesso a todo tipo de informação que quisessem??? Ninguém seria enganado à toa, já que teríamos a chance de verificar todas as informações que a mídia e os políticos passassem como verdade.
Não haveria mais exploração comercial em lojas, já que saberíamos de onde os produtos vêm e quanto eles realmente custam. Conheceríamos os lucros e salários de grandes executivos, e não usaríamos serviços de empresas com lucros ou modos de produção abusivos.
Claro, que eles tinham então excesso de confiança na inteligência, e na capacidade de conformismo das pessoas; a humanidade sempre tende a revelar sua pior face. Com o mar de informação que temos hoje na internet, com acesso ao que ocorre em qualquer parte do mundo, escolhe-se achar que o homem não foi à Lua, que vacinas causam autismo e que bicarbonato cura câncer (sem esquecer é claro de espalhar pelo mundo fotos de animaizinhos fofos), isso tudo como se você fosse um gênio, um ser “iluminado” que conhece o que outros não conhecem.

Não se busca a fonte da informação, não se questiona o porque e o quem de alguma informação estranha sendo divulgada....Tem muita coisa sendo escondida do público, mas não é só porque algo é estranho ou desconhecido que seja real.
Não se busca mais de um lado de nenhuma história, lembrando que na internet temos acesso a todos os lados de qualquer fato, mas as pessoas são preguiçosas demais para pesquisar; ou quem sabe nos sonhos mais delirantes e utópicos de algum humanista, as pessoas poderiam pensar sobre os fatos antes de saírem latindo suas verdades.
Temos na internet, fora das malditas redes sociais, sites de cientistas explicando o que vacinas fazem!! Mas as pessoas escolhem ouvir o que malucos que usam papel laminado dizem, ou o que as famigeradas celebridades dizem, claro que quem não sabe o que está falando tem mais credibilidade.
Quando se divulgou na mídia que o LHC ia criar um buraco negro e destruir a Terra, esqueceu-se de dizer que quem dizia isso não era um físico de partículas, leia-se não sabia do que estava falando. Esqueceu-se de dizer também o que é um buraco negro quântico (o que poderia ser criado no LHC), e o que é um buraco negro gravitacional. E os leitores geniais dessa notícia, com todos esses fatos facilmente verificáveis até na Wikipédia, não o fizeram.
Seres humanos não usam a internet para fazer o que eles não fazem na vida real, e o que eles fazem na vida real?? Imbecilidades, inutilidades e afins.
Pode-se ter acesso a todas as ferramentas para a sabedoria e liberdade individual do ser humano, mas nada disso importa. As pessoas não querem saber de mudar, de pensar, da verdade, de informação, eles querem fofocar em redes sociais, expor suas vidas e bisbilhotar a dos outros.
E o controle social nunca acabará...

Aprender não é decorar


A falta de raciocínio é sempre gritante seja em novelas da globo, seja em círculos de intelectuais discutindo Dostoievski.
Acho o cumulo da ironia, na verdade mais do que isso, é doentio e mais do  que conspiratório oq  acontece hoje no mundo, no mundo superior e intelectual brasileiro. 
O raciocínio simplesmente não existe, as pessoas fazem faculdade para aprender a fazer citação e a reproduzir o conteúdo de terceiros, sem raciocinio, sem critica e sem opinião própria.
Reproduzir, sejam fórmulas, sejam teorias, sejam sistemas de medicação caríssimos...
Nada é feito nessa civilização de merda que vivemos a alguns bons 50 anos porque as pessoas não apenas não são incentivadas a pensar, como as que pensam são ensinadas a não pensar....Nosso sistema educacional imbecil e imbecilizante cria pessoas incapazes de interpretar um texto pq elas são incapazes de ter uma opinião....
De desenvolver um raciocinio, alguns são até incapazes de ter personalidade, para isso existem as modas, para vc não se dar ao trabalho de ter personalidade...
As pessoas se especializam no nada, e depois de tomar essa decisão não podem mais se interessar por nenhum assunto. A era dos filosofos, matematicos, geologos acabou, hj em dia as pessoas não podem ter muitos interesses, se vc gosta de literatura e física vc é na melhor das hipóteses nerd e na pior ignorante em todos os assuntos...

E isso é feito no ensino, a especialização faz as pessoas acharem que não podem ter interesses variados, e para começar elas não tem acesso a nada que não seja o limitado mundo de seu curso, seja ele qual for....
Professores que se importam muito com referencias, citações e ABNT deveriam tentar se lembrar que eles deveriam ensinar conteúdo a seus alunos que entram na faculdade de letras achando Crepusculo um bom livro....Talvez se Stephenie estivesse em uma faculdade de letras iria se dar muito bem se soubesse a ABNT décor.
Essa política, sim política, de falta de raciocínio é imoral. Transforma a cada dia mais essa sociedade em adolescentes eternos, que não criticam, não refletem e não opinam.
Os professores vão criando um rebanho, as pessoas ficam a cada dia mais doutrinadas e incapazes, e a cada dia menos capazes de ver que estão entrando nessa rede de controle que nos torna vítimas em nossa própria mente.
O mundo está hj tão paradoxal q os intelectuais não são seres pensamentes, são seres decorantes, o HOMO DECORANTES, se as pessoas que teoricamente passam a vida pensando fazem questão de dizer como se deve pensar estamos mesmo ferrados, e espero muito que o mundo acabe logo, mas logo mesmo...
As notas não julgam o conhecimento de ninguém pq qlquer aluno q cole tira notas, e sabemos todos q colar é uma arte, talvez a única que se aprenda na escola...