Defina relacionamento

Acho bonito essas pessoas que baseiam seus relacionamentos em posse, já não basta focarmos nossa vida em comprar e possuir coisas, que não precisamos e não vamos usar...Também vamos agora nos sentir possuidores de outras pessoas...
Não sei como, em que parte da história relacionamentos se transformaram nisso, a obsessão da posse...
As pessoas pensam em "cuidar do que é seu".... Acho o máximo voce ter um relacionamento com outro ser humano para na verdade ter um animal de estimação!!
O que deveria ser compartilhar com o outro, se transformou em usar o outro!!!

Voce achar que ter uma pessoa na sua vida é manter o controle sobre ela é doentio!! Ter um relacionamento com alguem que voce não confia é como trabalhar com um sócio que voce acha que rouba sua empresa!! Qual o propósito disso?
O amor não é algo mágico e sobrenatural que voce sente por alguem sem motivo. Ele é um sentimento cultivado por coisas que voce gosta e admira no outro. Se voce cultiva o seu com brigas e possessividade adivinha o q pode brotar disso???
Digo uma coisa amor não é!!!
Temos ai um coquetel molotov emocional que só pode se manter e acabar em sofrimento e tragédia.
É um senso comum estupido que leva as pessoas a acharem que amam...Quando na verdade tem muitos outros sentimentos, co relacionados sim, mas destrutivos...

Um comentário:

Arthur Tavares disse...

Concordo em partes.
Um relacionamento tem suas razões para existir. Ninguém se relaciona com o outro "por nada".
Só que, nas últimas décadas, a razão pela qual um homem e uma mulher se aproximam está cada vez mais leviana.
Sexo. Interesses financeiros. Prestígio.

Levando em consideração que são duas pessoas envolvidas, são dois motivos que unem. Duas variáveis para dar errado.

E, como esses motivos não representam um fator realmente determinante para uma união realmente estável,

Agora, quando uma das partes realmente ama, se esforça e trabalha para que o relacionamento dê certo enquanto a outra parte só flana, tira onda ou "está nessa para ver onde vai dar", o sentimento de injustiça é muito grande.
Injustiça que se transforma em decepção, que deixa uma pessoa à beira do que tu comentou: um alguém que pára de usar os meios naturais para manter um relacionamento e passa a fazer absurdos.

Como estamos em uma era brutalmente libidinosa, onde os casais se trocam mais rapidamente do que pares em danças, não é incomum uma frustração oriunda de outro relacionamento causar um trauma na pessoa, que perdure para todos os demais.
"Todo homem é cafajeste" ou "Toda mulher é puta".

Falta é a educação básica. Emocional. Daquelas que só se pode ter em lares completos, funcionais e harmoniosos. Aqueles que não se vêem mais por aí.