Quebrando as regras

Todos editores dizem hoje que jamais publicariam JRTolkien. Agora, eu não sei, por que eles fazem isso? Admitir publicamente que o mercado editorial não esta apto a reconhecer bons escritores, e ícones de venda?

Bizarro como o habito torna todas as instituições estúpidas, como somos viciados em regras e não conseguimos abrir exceções ou raciocinar para ver o que seria a melhor alternativa em vez de checar o parágrafo 4 do item 27 de algum manual obscuro.
Em todas aulas de roteiro literário e variáveis do mesmo que existem, se ensina que, o que Tolkien fez em “O senhor dos anéis” é errado! Então porque deu certo?

Tolkien era bom porque apesar de um estudioso da língua ele não estudou literatura, e não talhou com isso, sua capacidade criativa em escrever a obra prima da Terra Média!!
O ensino serve mesmo muito mais (senão só para isso) para padronizar do que para criar capacidades!
Fato parecido ocorreu com Peter Jackson que nunca fez faculdade de cinema!! Pois é....Quem seria louco o suficiente para roteirizar tantas paginas de descrição de montanhas??
Acho que foi isso que deu aos 2 a capacidade de fazer os 2 clássicos literário e cinematográfico. Ninguém disse a eles que não podia ser feito, o que deveria ser feito, quais características um herói deve ter. Quais são as tendências e os critérios editoriais desta década.
Quando iremos parar de idiotizar os estudantes?? De seja la que área for???

JKRowling quase nao foi publicada pq seu livro era 1-Grande demais para crianças 2-Falava sobre colegios internos(que segundo os editores da epoca estava fora de moda) 3-Excesso de caracteristicas britanicas (pq os livros tem q ter caracteristicas de americanos) 4-Falta de lição de moral.
Um bando de críticas idiotas sem base na realidade, o que ficou provado nas vendas do Harry.

Se aqueles que quebram as regras são os bons escritores, cineastas, porque só aprendemos a seguir as regras?
Em vez de apenas conhecê-las,quando a escola vai começar a desenvolver capacidades???

Um comentário:

Sexo c/ Amor? disse...

Eu conheço uma professora, particular de matemática, sem diploma formal, autodidata e extremamente capaz! Há muitos anos foi convidada pra lecionar na Universidade, mas não foi possível. Alguns professores, da tal Universidade, fizeram um curso paralelo com ela, hehehe.

Ela mudou a minha forma de ver o mundo, graças a Deus!