Quem ganha a eleição?

Depois de ser obrigada a participar desse processo patético e longe de qualquer definiçao de democratico.....Fiquei logico muuuuuuuuuuuuito revoltada.

Só pra começar eleição nao muda nada.....Tenho que assistir essas propagandas ridículas dizendo como votar é importante e a única coisa que voce pode fazer para mudar seu país!!!! Coisa absurda, esse nao é o único caminho...Vai ver se esse tipo de coisa ridicula acalma a populaçao francesa, argentina, qualquer uma com sangue nas veias tambem fora da epoca da copa.....Naaaaaaaaaaoooooooooo. Se eles nao estão felizes, fazem greve e queimam tudo!!! Não é um povo igual a esse brasileiro muito mansinho....

Se as pessoas podem ser tão adestradas com uma copa a cada 4 anos...Uma vitoria em brasileirao, etc, etc porque vamos perder tempo fornecendo saude, educaçao....Alem de tudo ainda tenho que ir a uma zona eleitoral com gente estupida e mal humorada trabalhando como mesario.....Depois chegar em casa e ouvir pseudo jornalista falando que temos muita sorte em poder votar que isso não deveria ser visto como obrigatório já que é um direito civíco!!!!!! E escolher o que????? Sempre as mesmas idéias, os mesmos discursos, os mesmos agora eu beijo criancinhas mas depois, vou expulsar o Proteste já do meu escritório!!!!

E tooooooooooodoooooo esse papel na rua!!!!!!!!!!!!!
O cumulo do absurdo e toda eleiçao é a mesma coisa!!!! Ninguem tem nem a decencia de usar papel reciclado!!!!!!!
Chovendo e a rua lotada de papel molhado entupindo bueiros é disso mesmo que o país precisa!!!
Se fosse em algum lugar onde os cidadãos fossem seres pensantes pelo menos não se iria votar seja em quem for que estivesse nesse folhetinhos jogados aos montes por aí!!!
Mas por aqui não!!! Ainda existe quem sorteia os papeis no dia da eleição para decidir em quem votar....Nem eu tenho um comentário mordaz o suficente para tamanha demonstraçao de imbecilidade!!!
Mas pensando bem com os candidatos que temos...Talvez estejamos todos contando com a sorte!!!!

Um comentário:

Arthur Tavares disse...

Acompanho as propagandas eleitorais desde 1991.

Posso afirmar que as propagandas não são sempre iguais: Estão, na verdade, piorando exponencialmente a cada eleição!

Os temas estão afunilando cada vez mais. Não tocamos em pontos específicos de política econômica e pública.

Nas últimas eleições, nos contentamos em escutar que seriam feitas mais escolas técnicas, estradas, trens, minha casa minha vida e bolsa família.
E, desde a candidatura do Ciro gomes, ninguém mais fala do déficit público com a Previdencia Social... (que, em 2018, irá entrar em colapso, caso nada seja feito...)

Enfim... as vezes dá vontade de invadir Brasília matando qualquer um que passar na minha frente...